STANISLAV GROF E A PSICOLOGIA DO FUTURO


Stanislav Grof

Por Alexandre Pedrassoli

Stanislav Grof
Stanislav Grof
“O que havia começado como uma sondagem psicológica da psique inconsciente tornou-se automaticamente busca filosófica do significado da vida e jornada de descoberta espiritual.” — S. Grof, “Psicologia do Futuro”
“A imagem do cosmo como uma supermáquina gigante com características newtonianas, consistindo em blocos de construção separados (partículas elementares e objetos), deu lugar a uma visão de campo unificado, um todo orgânico no qual tudo está significativamente interligado.” — S. Grof, “Quando o Impossível Acontece”
“O trabalho com estados holotrópicos nos mostra uma alternativa radical e surpreendente: a mobilização da inteligência interna profunda dos clientes, que guia o processo de cura e transformação.” — S. Grof, “Quando o Impossível Acontece”

Biografia

Stanislav Grof nasceu em Praga, na antiga Tchecoslováquia, em 1 de julho de 1931. É um dos pioneiros da Psicologia Transpessoal, e um estudioso dos estados ampliados de consciência, sejam eles espontâneos ou induzidos por diversas técnicas. Entre as técnicas possíveis, Grof estudou especialmente as drogas psicodélicas, como o LSD, e as técnicas respiratórias. Depois de muitos anos de pesquisa, desenvolveu sua própria técnica: a Respiração Holotrópica, que combina um tipo específico de respiração, músicas, trabalho corporal e artístico, para fins terapêuticos e de autoconhecimento.
As descobertas de Stanislav Grof só foram possíveis devido a uma descoberta que havia sido feita em 1943. Em abril desse ano, um químico da indústria farmacêutica Sandoz acidentalmente intoxicou-se com uma substância que havia sintetizado pela primeira vez cinco anos antes, a partir de um fungo comumente encontrado nos campos de centeio. Ele teve então que interromper seu trabalho, pois foi tomado de ansiedade e tonturas, seguidas de um estado semelhante a um sonho, em que presenciou uma sequência incrível de imagens e de desenhos abstratos coloridos, durante cerca de duas horas.
Esse químico chamava-se Albert Hofmann e a substância era a dietilamida do ácido lisérgico, ou LSD. Dez anos depois desse incidente, a Universidade Karlova, em Praga, recebia amostras de LSD para fins de pesquisa. A Sandoz dizia que a droga parecia provocar uma psicose temporária, e que portanto seria uma ferramenta útil no estudo das psicoses, entre outras possibilidades.
Nessa época, Stanislav Grof era estudante de medicina nessa universidade, e interessou-se em acompanhar sessões em que voluntários eram submetidos a observação após ingerirem LSD. O interesse de Grof nesse tempo girava em torno da psicanálise freudiana.
Em 1956, após sua graduação em medicina, Grof submeteu-se pessoalmente à sua primeira sessão com LSD. A experiência que teve, de alargamento da percepção, do contato com emoções ocultas, e as sensações de integração com o universo, foram tão intensas e pessoalmente transformadoras, que seu interesse pela psicanálise freudiana foi imediatamente obscurecido e Grof decidiu então se dedicar ao estudo dos estados ampliados de consciência.
De 1960 a 1967, Grof trabalhou no Departamento para o Estudo de Relações Interpessoais, no Instituto de Pesquisas Psiquiátricas em Praga. pesquisando o potencial terapêutico das substâncias psicodélicas. Nessa época, apenas a Suíça e a Tchecoslováquia produziam oficialmente LSD. Em março de 1967, Grof e seu irmão Paul deixam a Tchecoslováquia e vão tentar a vida na América do norte: Grof nos EUA e Paul no Canadá. Grof é convidado a trabalhar na Universidade John Hopkins, como médico e pesquisador. Nesse final da década de 1960 até o início da década de 1970, Grof estuda o efeito dos psicodélicos em pacientes com câncer terminal.
Em 1973, Grof é convidado a mudar-se para Big Sur, na Califórnia, para trabalhar noInstituto Esalen. Lá, ministra palestras e cursos, e continua suas pesquisas com psicodélicos. Entretanto, o LSD havia sido proibido nos EUA no mesmo ano em que Grof chegou a esse país, e foi ficando cada vez mais difícil conseguir a droga. Em 1975, ele conhece Christina, sua futura esposa, com quem passa a trabalhar em Esalen. Juntos, desenvolvem a Respiração Holotrópica, uma técnica que combina respiração, músicas, trabalho corporal e artístico, para induzir um estado de consciência semelhante àquele criado pelo consumo de LSD.
O termo “holotrópico” foi criado por Grof e significa aproximadamente “em direção ao todo”, em oposição a “hilotrópico” (”em direção às partes”), nosso estado comum de vigília. Grof afirma que no estado holotrópico, a pessoa tende a perceber o todo mais do que as partes. Ela pode então compreender as interconexões entre fatos, pessoas, sentimentos, e a partir dessa compreensão, consegue transformar positivamente sua vida.
Em 1977, Grof publica seu primeiro livro, chamado “Realms of the Human Unconscious: Observations from LSD Research” (sem tradução para o português), onde apresenta suas conclusões baseadas na observação de milhares de sessões de LSD, coletadas durante duas décadas. Nesse mesmo ano, funda a ITA – International Transpersonal Association. Em 1987, Grof deixa Esalen e passa a dedicar-se principalmente a divulgação de sua teoria e da Respiração Holotrópica. Em 1989, publica “Spiritual Emergency” (”Emergência Espiritual”), onde analisa casos em que pessoas entram espontaneamente em estados holotrópicos, como um processo natural de transformação pessoal.
No ano 2000, publicou “Psicologia do Futuro”, onde apresenta sua visão do que seria uma psicologia mais completa e mais profunda, tanto para fins terapêuticos como de autoconhecimento. Suas conclusões para esse livro foram baseadas em mais de 30 mil sessões conduzidas ou supervisionadas por ele.
Stanislav Grof atua atualmente como professor de Psicologia no California Institute for Integral Studies, em São Francisco e na Pacifica Graduate School, em Santa Barbara. Conduz seminários e palestras no mundo todo.

Principais influenciadores

  • Sigmund Freud (1856-1939), neurologista austríaco
  • Carl Gustav Jung (1875-1961), psiquiatra suíço
  • Abraham Maslow (1908-1970), psicólogo americano

Linha do Tempo

1931
No dia 1 de julho, nasce Stanislav Grof, em Praga, capital da antiga Tchecoslováquia
1956
Gradua-se em medicina pela Universidade Karlova, em Praga. Após a formatura, submete-se como voluntário, à sua primeira sessão com uso de LSD.
1960-1967
Grof trabalha do Departamento de Estudos de Relações Interpessoais, no Instituto de Pesquisas Psiquiátricas em Praga, pesquisando potencial terapêutico dos psicodélicos.
1967
Grof e seu irmão Paul saem da Tchecoslováquia. Grof muda-se para os Estados Unidos e é convidado a trabalhar na Universidade John Hopkins, como médico e pesquisador.
fim anos 60 – início anos 70
Grof conduz pesquisas com uso de psicodélicos em pacientes com câncer terminal
1972
Participa da Primeira Conferência Transpessoal Internacional, na Islândia. Durante o evento, casa-se com Joan Halifax.
1973
Grof muda-se para Big Sur, na Califórnia. Passa a ministrar palestras e conduzir pesquisas no Instituto Esalen.
1975
Grof conhece Christina e passam a trabalhar e morar juntos em Esalen. Começam a trabalhar com a Respiração Holotrópica.
1977
Grof publica seu primeiro livro: “Realms of the Human Unconscious: Observations from LSD Research” (sem tradução para o português)
1977
Grof funda a ITA – International Transpersonal Association (Associação Transpessoal Internacional)
1978
Grof e Christina participam da Quarta Conferência Transpessoal Internacional, em Belo Horizonte, Brasil
1985
Publica “Beyond the Brain”, primeiro livro de Grof a ser traduzido para português, em 1988, com o título “Além do Cérebro: Nascimento, Morte e Transcendência em Psicoterapia”
1987
Grof deixa Esalen
1992
Grof realiza Conferência da ITA em Praga, depois de mais de 20 anos morando fora de seu país natal
1993
Recebe Prêmio Honorário da Associação para Psicologia Transpessoal (Association for Transpersonal Psychology)
2006
Publica “When the Impossible Happens” (”Quando o impossível acontece”, Heresis, 2007), onde relata pela primeira vez suas próprias experiências transpessoais

Livros de Stanislav Grof

(o ano indicado refere-se à primeira edição da obra)
  • Realms of the Human Unconscious: Observations from LSD Research. Viking Press, 1975.
  • The Human Encounter with Death. E. P. Dutton, 1977.
  • Beyond Death: Gates of Consciousness. (Além da Morte: Mitos, Deuses, Mistérios). Thames and Hudson, 1980.
  • LSD Psychotherapy. Hunter House, 1980.
  • Ancient Wisdom and Modern Science. SUNY Press, 1984.
  • Beyond the Brain: Birth, Death, and Transcendence in Psychotherapy. (Além do Cérebro: Nascimento, Morte e Transcendência em Psicoterapia). SUNY Press, 1985.
  • The Adventure of Self-Discovery. (A aventura da autodescoberta). SUNY Press, 1987.
  • Human Survival and Consciousness Evolution. SUNY Press, 1988.
  • Spiritual Emergency: When Personal Transformation Becomes a Crisis. (Emergência Espiritual: Crise e Transformação Espiritual). J. P. Tarcher, 1989.
  • The Stormy Search for the Self: a Guide to Personal Growth Through Transformational Crisis. (A tempestuosa busca do ser). J. P. Tarcher, 1990.
  • The Holotropic Mind: the Three Levels of Consciousness and How They Shape Our Lives. (A Mente Holotrópica: Novos Conhecimentos Sobre Psicologia e Pesquisa da Consciência). Harper Collins, 1992.
  • The Books of the Dead: Manuals for Living and Dying. Thames and Hudson, 1994.
  • The Cosmic Game: Explorations of the Frontiers of Human Consciousness. (O Jogo Cósmico: Explorações das Fronteiras da Consciência Humana). SUNY Press, 1998.
  • The Consciousness Revolution: a Transatlantic Dialogue. Element Books, 1999.
  • Psychology of the Future: Lessons from Modern Consciousness Research. (Psicologia do Futuro: Lições das Pesquisas Modernas da Consciência). SUNY Press, 2000.
  • The Ultimate Journey: Consciousness and The Mystery of Death. MAPS, 2006.
  • When the Impossible Happens: Adventures in Non-Ordinary Realities. (Quando o impossível acontece: histórias extraordinárias que desafiam a ciência).Sounds True, 2006.

Links Relacionados

Associação de Psicologia Transpessoal (Association for Transpersonal Psychology)
Revista de Psicologia Transpessoal (Journal of Transpersonal Psychology)

Referências Bibliográficas

GROF, Stanislav; GROF, Christina. Emergência Espiritual. São Paulo: Cultrix, 1989.
GROF, Stanislav. Psicologia do futuro. São Paulo: Heresis, 2000.
GROF, Stanislav. Quando o impossível acontece. São Paulo: Heresis, 2007.

Artigos Relacionados

Postagens mais visitadas deste blog

TEONANÁCATL - COGUMELO SAGRADO,A CARNE DOS DEUSES

TIPOS DE TRANSE : COMPREENDENDO OS ESTADOS ALTERADOS DE CONSCIÊNCIA

AYAHUASCA,O CHÁ DO SANTO DAIME : CHÁ SAGRADO OU DROGA ALUCINÓGENA ?