O QUE ACONTECE COM O CÉREBRO DE QUEM USA COGUMELOS ALUCINÓGENOS E OUTRAS CURIOSIDADES SOBRE ELES

Cogumelos que contém psilocibina (Foto: Wikimedia Commons)
O que acontece com o cérebro de quem usa cogumelos alucinógenos
Novo estudo aponta os efeitos da psilocibina, o princípio ativo presente em cogumelos alucinógenos
Tem aquela lenda urbana do hippie que tomou chá de cogumelos e nunca mais voltou ao normal. Verdade ou não, o importante é que em um estudo publicado recentemente, cientistas investigam mais a fundo o que acontece com o cérebro humano quando ele está sob efeito da psilocibina, o princípio ativo presente em cogumelos alucinógenos.
Os cientistas analisaram o cérebro de 15 voluntários que tomaram psilocibina em uma solução intravenosa, e também receberam placebo em outro momento. Os pesquisadores descobriram um aumento de atividade nas regiões que, pelo que se sabe, costumam ser ativadas enquanto estamos sonhando. No entanto, a atividade na região associada com raciocínios complexos e auto-consciência parecia descoordenada. No estudo, conexões mais primitivas do cérebro, ligadas ao pensamento emocional, foram ativadas ao mesmo tempo.
De acordo com os cientistas, a descoberta mais importante explica porque usuários de cogumelos alucinógenos costumam descrever a experiência comparando-a a sensação de estar em um sonho. As áreas primitivas do érebro, associadas às emoções e a memória, que foram ativadas durante o uso de psilocibina são também associadas a atividade cerebral durante os sonhos e pareceram funcionar de maneira mais sincronizada e coordenada durante o efeito da droga.
O próximo passo, para os estudiosos, é estudar as possibilidades de usar drogas alucinógenas, como a psilocibina dos cogumelos e o LSD, de maneira terapêutica. Já existem estudos em curso sobre o efeito do LSD sobre a criatividade, e alguns cientistas acreditam no poder da psilocibina parar curar doenças como a depressão, por causa do poder da droga em romper padrões e paradigmas de pensamentos.
Fonte:http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Pesquisa/noticia/2014/07/o-que-acontece-com-o-cerebro-de-quem-usa-cogumelos-alucinogenos.html
Dinossauros comiam cogumelos alucinógenos
(Corta a cena para um brontossauro doidão)

O parasita do fungo, encontrado em âmbar (Foto: universidade de oregon)
De acordo com um novo estudo, publicado no periódico Palaeodiversity, é possível que dinossauros comessem fungos alucinógenos. A pesquisa é baseada em um pedaço de âmbar descoberto em Myanmar, datado de até 110 milhões de anos atrás, que contém grama. E, em cima da grana, existe um parasita de um fungo similar ao do fungo ergot moderno.
E o fungo ergot é bem conhecido de nós, humanos. Ele foi usado como medicamento, veneno e também como alucinógeno. Acredita-se até que tenha sido a inspiração para o conto Beowulf e também a motivação da paranoia das bruxas de Salém.
Os humanos não são os únicos a serem afetados pelo Ergot. Ele é considerado um problema para pecuaristas já que vacas e ovelhas costumam ingerir o fungo. Então é provável que dinossauros do período Cretáceo que pastavam também fossem afetados pelo Ergot.
No entanto, se eles realmente 'viajavam' após ingerir os fungos é difícil de prever. "Répteis que ingerem ergot podem ter espasmos vasculares severos e até necrose nas suas extremidades", contou o autor do estudo, George Poinar, ao Motherboard. "Em galinhas, o ergot pode atrofiar e desfigurar suas caras e pernas".

Espécie recém-descoberta de cogumelo parece um humano em miniatura

Fungo descoberto no Reino Unido é incrivelmente comum

Não parece uma pessoinha? (Foto: Reprodução)
Pode parecer algo vindo diretamente do set de filmagens de Harry Potter (quem lembra da mandrágora?), mas na verdade é tudo obra da natureza mesmo: uma nova espécie de cogumelo descoberta no Reino Unido foi reconhecida em março. E o mais incrível é que ela se parece - e muito - com um humano em miniatura.
Batizado de Geastrum britannicum, o fungo foi descoberto em 2000 por Jonathan Revett, que tem um hobby de colecionar cogumelos. Ele até mantém um site especializado onde divulga suas atividades. Com sua forma peculiar e um tanto ~humana, é de se esperar que nunca tenha sido notado por viver em florestas isoladas. Nada disso: Revett achou o espécime ao lado de uma estrada em Norfolk, Inglaterra. Sinal de que, na maioria das vezes, nós não notamos o que está embaixo de nossos narizes.
Ao encontrar o cogumelo em forma de "estrela-da-terra" (Earthstar, em inglês), o colecionador enviou amostras para especialistas, que só confirmaram se tratar de uma nova espécie este ano, depois de análises de DNA. Os resultados comparativos com outras espécies foram publicados neste artigo, e o G. britannicum foi melhor descrito em um outro artigo só para ele. Os autores escreveram que o fungo é "surpreendentemente comum", e que foi encontrado em 15 localidades no sul da Grã-Bretanha.
O cogumelo não é comestível (ainda bem, já pensou se ele grita ao ser posto na frigideira?). E ele nem sempre tem forma humana: às vezes a aparência pode ser um pouco mais ~alienígena:
O G. britannicum versão alien (Foto: Reprodução)
Via IFLS
Fonte:http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Biologia/noticia/2015/05/especie-recem-descoberta-de-cogumelo-parece-um-humano-em-miniatura.html

Postagens mais visitadas deste blog

TEONANÁCATL - COGUMELO SAGRADO,A CARNE DOS DEUSES

TIPOS DE TRANSE : COMPREENDENDO OS ESTADOS ALTERADOS DE CONSCIÊNCIA

AYAHUASCA,O CHÁ DO SANTO DAIME : CHÁ SAGRADO OU DROGA ALUCINÓGENA ?