VINHO DOS SONHOS,SEMENTES DOS DEUSES,E A FUMAÇA DE PACIFICO ENDING - PARTE 1

Vinho dos Sonhos, Semente dos Deuses, e a Fumaça de Pacifico Ending - Parte 1

Você movido por um tosco moralismo, por favor, poupe seu latim, poupe o seu tempo e poupe minha paciência e pare de ler agora.
Quem nunca ouviu falar dos Unguentos de Vôos das Bruxas? Que bruxo não conhece os poderes da Belladona?
Todo feitiço e ritual, bem como divinação, deve ser feito com um estado de consciência alterado, do contrario não passa de uma representação teatral do que deveria ser magia. Você pode fazer isso com meditação e outros métodos (recomendo A Contagem Regressiva do Cristal)...mas há atalhos, formas mais rápidas, poderosas e muito mais intensas.

E como eu disse, não me venha com papos moralistas. Falar que "bruxos não fazem isso" é, não só negar todas as praticas do xamanismo do qual muito da bruxaria moderna se baseia, como está reduzindo a bruxaria ao que apenasvocê acredita.
Alias, aproveitando a deixa, nunca diga "bruxas não fazem isso..." ou "bruxos são...", pois limita e nega toda a pluralidade da bruxaria. Só porque você acredita e pratica em algo que todos os outros devam concordam contigo.

Já faz um bom tempo desde que o namorado (agora ex) da minha melhor amiga me falou de suas idas a um 'ritual xamã' e suas ótimas experiencias lá.
Até o momento eu achava que o chá que ele havia tomado era algum produzido por cogumelos.
Eles terminaram, continuamos amigos, mas só de um bom tempo depois que eu finalmente fui com ele ao tal ritual xamã.

O tal ritual era na Igreja do Santo Daimo, comungando a Ayahuasca.
Não é meu objetivo aqui falar das crenças do grupo, e muito menos julgar a carimbada figura do Gideon dos Lakotas.
Vou apenas me focar na experiencia com o Vinho das Almas.

Mas deixo o alerta. Não da pra fingir que tudo está bem e tudo está perfeito. Posso não concordar com as crenças daIgreja do Daimo, mas sei que lá é um lugar confiável. Você não precisa se converter à nada para comungar, não precisa se filiar a religião alguma, mas você precisa saber que está em lugar seguro, com pessoas de confiança.
Recentemente estourou um escândalo onde o "líder" ((?) ou seja lá como o chamemos) de um grupo de bruxaria tradicional em São Paulo usada de substancias alucinógenas em seus rituais e abusava das mulheres do grupo enquanto estavam sobre efeito alterado.

Ayahuasca


Os métodos de preparo variam conforme a tradição de cada local e da ocasião em que o consumo se dá. De qualquer maneira, o processo é longo e leva quase um dia para o preparo. As diversas beberagens geralmente contêm talos socados do cipó caapi (Banisteriopsis caapi) mais as folhas da chacrona (Psichotria viridis). Essa mistura é importante o DMT (N,N-dimetiltriptamina - presente nas folhas da chacrona) é destruído pelo organismo por meio da enzima monoaminaoxidase (MAO). No entanto, o caapi possui uma substância capaz de bloquear os efeitos da MAO: a harmalina. Desse modo, o DMT tem sua ação enteógena intensificada e prolongada.

Riscos à saúde 


Pode haver sensação de medo e perda do controle, levando a reações de pânico. O consumo do chá pode desencadear quadros psicóticos permanentes em pessoas predispostas a essas doenças ou desencadear novas crises em indivíduos portadores de doenças psiquiátricas (transtorno bipolar, esquizofrenia).

Eu não consideraria o Vinho das Almas como uma droga. Não entorpece, não causa qualquer padrão de dependência, abuso, overdose ou síndrome de abstinência, e, principalmente, não foi observado o surgimento de qualquer tipo de distúrbio mental posteriormente ao uso da ayahuasca

Para um consumo letal você teria que ingerir 7,5 litros do Vinho - sendo que nos ritos você consome apenas alguns ml's

Não vou descrever aqui a receita para a produção do mesmo, por não vez razão para tal. Encontre um grupo. É o melhor, acredite. 

Experimentação e experiencia 


Não vou me ater ao que eu vi e senti, pois em primeiro lugar, não importa o quão bom em descrição eu seja, vocês nunca poderiam conceber com uma intensidade aceitável tudo que eu vi/ouvi/senti. Em segundo lugar, a experiencia sé conta se for com você. Alem do mais, se quiser ter uma ideia, pesquise no Google, tenho certeza que encontrará inúmeras descrições detalhadas.

Bem, tenho duas noticias ruins quanto à experimentação, bem, três na verdade:

A primeira é o sabor, a Ayahuasca não tem um sabor muito agradável, é amargo, mas nada que não possa 
aguentar - na verdade me lembrou um pouco o sabor do guaraná.

A segunda coisa é que nem sempre as doses dão efeito. Poise, na minha primeira vez foram comungadas 4 cálices (doses), e eu só senti efeitos no terceiro e quarto cálices, ou seja, só fiquei mais de um hora de ritual sem sentir efeito algum.
Em outras ocasiões (noites) comunguei 6 cálices e não senti absolutamente nada, em outras, com apenas um cálice tive experiencias extremamente intensas.
Os efeitos e a eficácia do Vinho se dá por uma infinidade de fatores.
Algumas ações são tomadas indicadas para aumentar suas chances de sucesso. Três dias antes de comungar eu entro em jejum de carne, álcool e sexo (incluso masturbação). Jejum total de 5 horas antes de comungar (nos lugares que eu fui sempre havia um ceia depois do ritual, então não se preocupem, vocês não ficaram a noite inteira com fome).
Como o Zórdic me disse uma vez, quanto mais acostumado seu corpo está à "expulsar poluentes", menos chances você da Ayahuasca ter efeito completo. Ou seja, se você bebe muito, usa muitas drogas, fuma...mais difícil para o Vinho das Almas agir pois seu corpo está acostumado a lidar com substancias estranhas.
E claro, a maneira que o Vinho foi preparado, sua concentração e a idade dele são de extrema importância para definir a eficácia do mesmo.

O que já nos leva à terceira coisa: a "limpeza".
É assim que chamaram os efeitos intensos que a Ayahuasca causariam no meu corpo.
Ânsia de vomito, diarreia, suadeira, uma vontade louca de urinar a todo momento... maneiras que a erva usa para "limpar" o meu corpo de tudo de ruim que ele vinha acumulando.
Dai mais uma vez é reafirmada a importância do jejum antes de comungar. Carne, gorduras e químicos dos produtos industrializados, álcool, tabaco e outras drogas saem nessa limpeza.
Há muitos relatos de pessoas que largaram seus vícios (todo tipo de vicio) quando começaram a comungar com certa frequência.
Quanto mais "besteiras" você tiver no corpo, mais intensa será sua "limpeza", mais mal você se sentirá.

O Trabalho


Não tem grandes mistérios.
Na maioria das vezes em que eu comunguei o rito se dava com musicas e mantras.
Um chácara isolada, filtros dos sonhos em todos os lugares, um altar bem eclético com estatuetas de diferentes crenças, luz de velas e colchões nos extremos do local. Mulheres de um lado, homens do outro. Tomávamos as doses e as musicas começavam a tocar e você ouvia em meio a penumbra.
Parece simples, mas é extremamente poderoso.
O hinário muda de acordo com o "tema" daquela noite. Nas noites que eu participei os temas foram, "O lado feminino de Deus" no primeiro, "Animais de Poder" no segundo e "Nascimento de Krishna" no terceiro.
As letras e os ritmos conduzem sua mente à uma meditação pessoal e muito intensa. Você pode deitar e apenas ouvir, como pode pegar um instrumento (há tambores, chocalhos e muitos instrumentos) para tocar e se deixar levar, ou mesmo sair para sentir a natureza que está à sua volta. Fiz os três e todos foram de uma intensidade inacreditáveis.

Claro, existem outros métodos os quais eu não tive a chance de experimentar. Tudo dependerá do grupo com o qual comungará

Cachimbo


Nos grupos que frequentei o uso do Cachimbo Sagrado era bem intenso.
Segundo a crença, o tabaco teria sido dado ao homem por um elemental. Pitar o cachimbo seria a maneira deles de se conectar com esse elemental
No cachimbo - que será devidamente consagrado depois de um ritual iniciatório (onde você serpa iniciado na "pratica" do cachimbo) - só se coloca tabaco puro. Nada de nicotina e nada de produtos químicos (isso seria uma ofensa ao seu cachimbo e ao elemental ao qual ele foi consagrado). Então se você quer dar um sabor ao seu fumo você acrescenta outras ervas naturais, como canela, louro e afins... que dão um sabor especial à fumaça e - nós bruxos bem sabemos - contribui magicamente para o ato.

Aqui vemos como a pratica casa com a nossa. Nós também consagramos nossos instrumentos e o tratamos com respeito, da mesma maneira é com o cachimbo.

Eu não cheguei a ser iniciado, mas comecei fumar cachimbo depois de comungar com a Ayahuasca algumas vezes. Aparentemente o Vinho das Almas tem seu poder intensificado quando usado em conjunto com o cachimbo. E mesmo informalmente, era comum que os membros mais antigos se reunissem para fumar juntos, em um circulo de conversas e fumaças, onde contavam suas experiencias depois do ritual.

No ritual de iniciação você e seu cachimbo são apresentados ao elemental e ele te "testa". Faz um tempo que não comungo, mas pretendo sim voltar a fazê-lo e ser iniciado no cachimbo.

Outras Ervas Sagradas


Neste post eu pretendia falar dos três, Ayahuasca, Argyreia Nervosa e o famosos Chá de Cogumelos. Mas percebi que o post ficaria ENORME se eu falasse dos três, então dividi cada um em uma postagem.
Aguardem, na segunda parte falarei do meu favorito, e cuja experiencia foi centenas de vezes mais intensa e demorada que as minhas três experiencias com a Ayahuasca juntas!: As sementes de Argyreia Nervosa.

Fonte:http://bruxariahipster.blogspot.com.br/2014/03/vinho-dos-sonhos-semente-dos-deuses-e.html

Postagens mais visitadas deste blog

TEONANÁCATL - COGUMELO SAGRADO,A CARNE DOS DEUSES

TIPOS DE TRANSE : COMPREENDENDO OS ESTADOS ALTERADOS DE CONSCIÊNCIA

AYAHUASCA,O CHÁ DO SANTO DAIME : CHÁ SAGRADO OU DROGA ALUCINÓGENA ?